top of page

Rincon del Sarandy vende R$ 2,46 milhões para clientela selecionada



A venda de reprodutores Angus, Brangus e Ultrablack para renomados selecionadores de genética do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais marcou o 3º Rincon Code, que movimentou R$ 2,46 milhões com a comercialização de 202,5 exemplares. Promovido pela Rincon del Sarandy, de Uruguaiana (RS), o remate registrou lances e aquisições por alguns dos criatórios mais bem ranqueados do país neste sábado e domingo (19 e 20/8). “Colocamos em pista a cabeceira da Rincon, vacas grandes campeãs, paridas e prenhas de renomados touros das raças. Elas certamente vão agregar aos plantéis nos quais forem inseridas”, destaca Ignacio Tellechea, que toca a propriedade ao lado da mãe Claudia Indarte Silva e do irmão Martin Tellechea. Além do excelente desempenho das fêmeas Brangus, os touros Angus também foram alvo de grande disputa no leilão, que durou 18 horas, iniciando no sábado com o gado Brangus e prosseguindo ao longo do domingo com o Ultrablack e Angus.


O leilão, realizado de forma virtual, garantiu média de R$ 11.400,00 para as fêmeas Brangus e de R$ 14.754,29 para os machos da raça. Na Ultrablack, a média ficou em R$ 11.684,21 para as fêmeas e de R$ 16.984,61 para os reprodutores. A média para as matrizes Angus foi de R$ 9.360,00 e para os touros de R$ 18.144,00. Entre os clientes, chamou atenção o volume de gado adquirido por criatórios de Santa Catarina. “Os catarinenses chegaram com apetite por genética de qualidade e levaram na raça Brangus, por exemplo, 80% da oferta disponibilizada”, acrescenta Ignacio.


O exemplar mais valorizado nos dois dias de leilão foi a vaquilhona Brangus Lope (lote 217) com cria ao pé do reprodutor Everest. Melhor fêmea rústica da ExpoBrangus 2023, ela teve cota de 50% vendida para o criador Elio Ottoni, da Agro Ottoni, de Santo Antônio das Missões (RS), por R$ 40,8 mil, o que valoriza o animal em R$ 81,6 mil.


No comando do martelo, o leiloeiro Fábio Crespo afirma que o pregão foi uma maratona de genética de ponta. “O Rincon Code está se consolidando, ano após ano, como um remate de genética diferenciada, para quem quer investir em uma seleção de ponta. O leilão foi uma oportunidade para clientes construírem um plantel”. O Rincon Code 2023 teve mesa comandada pela Parceria Leilões e pela Programa Leilões.

Foto: Everton Souza Marita

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page