Buscar
  • Carolina Jardine

Qual a importância de selecionar ventres de qualidade para o plantel na pecuária de corte?

Atualizado: Jul 14




Selecionar fêmeas de qualidade faz toda a diferença. Afinal, é delas a responsabilidade de produzir terneiros saudáveis e produtivos, o que faz o rebanho e a propriedade se desenvolverem em conjunto. Entre as características a serem avaliadas quando se realiza acasalamentos e se usa a genética de determinada matriz, a precocidade sexual, a fertilidade e a habilidade materna são alguns pontos relevantes, principalmente porque são essas características que determinam o giro da propriedade. As raças Angus, Brangus e Ultrablack são conhecidas por terem mães incríveis, com grande facilidade de parto e notória eficiência reprodutiva. Entenda, abaixo, o que essas características significam:


Precocidade sexual

Essa característica se refere à velocidade com que o bovino alcança a sua maturidade sexual. Para que o criador possa tirar o máximo proveito financeiro do exemplar, o recomendável é que ele entre em serviço o mais rápido possível. Quanto mais cedo se reproduzir, mais rápido será o ciclo produtivo e mais rentável o modelo de pecuária da propriedade. O ideal é que as fêmeas fiquem prenhas por volta dos 14 meses de idade.


Facilidade de parto e habilidade materna

A habilidade materna é hereditária e traduz o potencial que a fêmea tem de alimentar seus terneiros. Ventres que dão origem a terneiros de médio porte, mas capazes de ganho de peso rápido e com baixo índice de mortalidade são os ideais. A fêmea que apresenta baixa produção leiteira deve ser eliminada do rebanho já na primeira cria para que essa característica não seja reproduzida para seus descendentes. Esse fator é essencial para a seleção de rebanho porque, mesmo que um terneiro tenha alto potencial genético, ele não irá sobressair se a mãe não tiver leite suficiente para alimentá-lo. Recomenda-se o uso de animais com DEP de habilidade materna elevada.


Fertilidade e longevidade

A fertilidade proporciona um maior rendimento para os criadores, tanto pelo número de bezerros nascidos quanto pela quantidade de quilos obtidos por hectare.


Crédito: Everton Souza Marita

25 visualizações0 comentário