top of page

Leilão Catel marca reencontro e bons negócios



A pecuária é feita em gerações. Seja na seleção do gado, seja nas inovações trazidas pela gurizada que assume as propriedades, a sucessão precisa ser tratada como um compromisso com o futuro. E foi com a certeza de que muito ainda se pode esperar das famílias Cairoli e Tellechea que o 1º Leilão Catel negociou 46 terneiras neste domingo (3/12) com total de R$ 396,1 mil. Com Fábio Crespo no comando do martelo, o remate fez médias de R$ 9.366,67 para as terneiras Angus, R$ 7.734,00 para as Brangus e R$ 11.400,00 para as Ultrablack. “Foi um momento de reencontro, que marca mais do que a retomada de uma parceria comercial que começou com o Neco Tellechea nos anos 80. É uma herança que deixamos para as novas gerações: o amor pela pecuária e pela nossa terra”, salientou o criador José Paulo Cairoli, da Reconquista Agropecuária, de Alegrete (RS). E, no clima do Catel, a tarde também foi de comemoração pelo nascimento da pequena Sofia, nova integrante do clã Cairoli que chegou neste domingo nos Estados Unidos. Ao lado do filho Marcelo e dos sobrinhos Ignacio e Martin Tellechea, Cairoli reforçou: “mais do que um leilão, esse momento é de união e de ver essa nova geração assumir o lugar que é seu".


O pecuarista Ignacio Tellechea, que administra a Rincon del Sarandy, de Uruguaiana (RS), ao lado da mãe Claudia Indarte Silva e do irmão Martin Tellechea, frisou que o resultado do leilão ficou dentro do esperado. “O mercado não está aquecido, mas o importante é que tivemos liquidez e levamos à pista uma genética diferenciada, que certamente surpreenderá nossos clientes e os trará de volta às compras no Catel do ano que vem”, sinalizou.


O lote mais valorizado do remate foi a terneira Angus Beatriz, arrematada por R$ 24 mil pelo criador Carlos Munareto, da Cabanha Jalapão, Lages (SC). O leiloeiro Fábio Crespo, da Parceria Leilões, reforçou que o projeto Catel assumiu um papel diferenciado na pecuária, inovando no formato, o que é uma marca de ambos os criatórios. “São duas propriedades que encerram um ano de leilões com desempenho fantástico. Certamente, foi uma tarde de bons negócios”, reforçou.


Foto: Leticia Szczesny

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page