top of page

Disputa de heróis garante venda de R$ 2,7 milhões no Rincon Code



Em um domingo de batalha de gigantes com direito a vendas de Sul a Norte do Brasil, a cabanha Rincon del Sarandy, de Uruguaiana (RS), faturou R$ 2,7 milhões com a comercialização de 175 animais. A genética Angus, Brangus e Ultrablack foi disputada por criatórios do Rio Grande do Sul, do Paraná e de Santa Catarina, além de novos compradores de São Paulo, de Minas Gerais, do Tocantins e do Mato Grosso do Sul. “O leilão foi um verdadeiro sucesso com destaque para a comercialização de fêmeas e de eleições”, frisou o leiloeiro Fábio Crespo, que comandou o pregão de mais de 13 horas neste domingo (21/08).


O Rincon Code – que este ano ofertou touros e ventres com nome de heróis e personagens de histórias em quadrinhos – fez média de R$ 20.589,47 para os machos Angus e de R$ 14.314,29 para as fêmeas. Na Brangus, os machos atingiram R$ 19.273,68 e as fêmeas, R$ 13.838,57. Na Ultrablack, as fêmeas saíram por valor médio de R$ 17.966,67. Segundo o criador Ignacio Tellechea, que administra a propriedade ao lado da mãe Claudia Indarte Silva e do irmão Martin Tellechea, o resultado reflete um trabalho sólido de melhoramento genético iniciado ainda nas mãos de seu avô, o pecuarista Flávio Tellechea. “O que visualizamos em pista é resultado de um processo de seleção de décadas, mas que hoje está lastreado no que há de mais moderno na pecuária, da ecografia de carcaça à genômica. Além disso, ainda carrega o esforço de todo time Rincon”, ponderou o pecuarista.


O lote mais valorizado do leilão foi a vaca Angus She-Ra, negociada por R$ 60 mil para o criador Elson Wunder, de Joia (RS). A intenção do proprietário da Agropecuária Wunder é utilizar a fêmea para transferência de embriões e qualificar o plantel da raça. A escolha, explicou ele, deveu-se à força de sua genealogia. A vaca She-Ra foi batizada pela terceira geração da família Rincon: as ‘pequenas pecuaristas’ Olivia (5) e Emilia (4), as mesmas que se transformaram em personagens da campanha do Rincon Code 2 e estampam o gibi promocional do leilão. Outro destaque foi a comercialização de cota de 50% do touro Ultrablack Wolverine, adquirida pelos pecuaristas Afonso e Eduardo Bueno, do Rancho 16, de Paulo Frontin (PR), por R$ 30 mil. “Foi paixão à primeira vista pelo Wolverine. Seus índices incríveis com certeza irão imprimir as características raciais que qualquer criador de gado de corte sonha em ter no seu rebanho”, pontuou Eduardo Bueno, que se dedica a encaminhar animais para a terminação.


Durante o leilão, a Rincon del Sarandy ainda comercializou um lote de camisetas promocionais em ação beneficente que reverterá recursos para a Santa Casa de Uruguaiana. A doação ocorrerá por intermédio do grupo Uruguaiana Viva.


Na foto: vaca Angus She-Ra, negociada por R$ 60 mil Crédito da foto: Gabriel Olivera

22 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page